Principal > Impactos da barragem “fio d’água” são subestimados no Amapá, dizem pesquisadores. - 01/12/2018 - 1536278 - KLEBER SOARES DA SILVA

Impactos da barragem “fio d’água” são subestimados no Amapá, dizem pesquisadores.

Um estudo feito por pesquisadores do Programa de Pós-graduação em Biodiversidade Tropical mostrou que os impactos ambientais das barragens do tipo “fio d’água” (barragens que geram energia com o fluxo de água do rio, ou seja, pela vazão com mínimo ou nenhum acumulo do recurso hídrico) são subestimados. O fim de grandes hidrelétricas nos programas de desenvolvimento no Brasil foi aclamado como um sucesso para o desenvolvimento sustentável e para a conservação. Mas, os resultados de pesquisas ao longo de sete anos na bacia do Araguari mostraram que os impactos ambientais das substituições prováveis, isso é, impactos das barragens “fio d’água” são também subestimados.

Desde 2011, pesquisas desenvolvidas dentro do Programa de Pós-Graduação em Biodiversidade Tropical (PPGBIO) da Universidade Federal do Amapá estão monitorando tracajás (Podocnemis unifilis) ao longo de 147 km nos rios Araguari e Falsino. Os dados coletados pré (2011 e 2015) e pós (2016) preenchimento do reservatório da Usina Hidrelétrica Cachoeira Caldeirão servem para avaliar os impactos desse empreendimento. O equipe coordenado por Professores Dr. Darren Norris (darren.norris@unifap.br) e Dra. Fernanda Michalski (fmichalski@unifap.br) identificaram 106 sítios de nidificação de tracajás submersos após o preenchimento do reservatório. O sitio de nidificação submerso mais distante foi um sitio, localizado a 57,4 km da barragem e 20,2 km a montante do limite de impacto direto definido pelo estudo de avaliação de impacto ambiental.

O resultado detalhado da pesquisa encontra-se na publicação de 08 de janeiro de 2018, no periódico PeerJ ( https://peerj.com/articles/4228/ ).

Norris D, Michalski F, Gibbs JP. (2018) Beyond harm’s reach? Submersion of river turtle nesting areas and implications for restoration actions after Amazon hydropower development. PeerJ 6:e4228 https://doi.org/10.7717/peerj.4228

https://www.noticiasagricolas.com.br/noticias/meio-ambiente/205653-lobby-ambiental-e-indigenista-faz-brasil-desistir-de-barragens-hidreletricas-na-amazonia.html?utm_source=parceiros&utm_medium=rss#.WlO3RDfQ_IU

https://oglobo.globo.com/economia/fase-de-grandes-hidreletricas-chega-ao-fim-22245669

https://news.mongabay.com/2018/01/brazil-announces-end-to-amazon-mega-dam-building-policy/