Principal > Hospital Universitário recebe visita do ministro da Saúde e presidente do Senado - 03/11/2019 - 1126189 - CLEIDE DO SOCORRO MORAES DE AZEVEDO

Hospital Universitário recebe visita do ministro da Saúde e presidente do Senado

O reitor da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Júlio Sá, recepcionou o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e a bancada amapaense no Congresso Federal, formada pelos senadores Randolfe Rodrigues e Lucas Barreto e os deputados federais Luis Carlos, Aline Gurgel, André Abdon, Camilo Capiberibe e Leda Sadala, durante visita às obras do Hospital Universitário, ocorrida no último domingo, 10. A visita também foi acompanhada pelo governador do estado, Waldez Góes, o vice-governador, Jaime Nunes, e os prefeitos de Macapá e Santana, Clécio Luís e Orfiney Sadala, respectivamente.

Pela Unifap, também visitaram as obras do HU a vice-reitora da Instituição, Simone Delphim, pró-reitores, professores dos departamentos de Ciências Biológicas e da Saúde (DCBS) e de Filosofia e Ciências Humanas (DFCH) e servidores da Universidade. O presidente da empresa construtora, João Luís Félix, e técnicos do consórcio responsável pela que hoje é a maior obra pública federal no Amapá orientaram a visita.

Segundo Júlio Sá, o objetivo foi mostrar o andamento das obras do HU ao ministro, ao presidente do Senado e à classe política local, no intuito de garantir recursos para a conclusão do hospital, e sensibilizá-los para alocar recursos para a expansão estrutural da Unifap, com a construção de mais prédios.

“Além de dar visibilidade à obra ao ministro da Saúde e aos parlamentares, que têm contribuído para que o HU se efetive, a visita também proporcionou que colegas e coordenadores de curso da Unifap conhecessem a obra e sentissem que essa construção também pertence a eles, independente da área”, observou Júlio Sá.

O Hospital Universitário custará, ao todo, mais de R$ 200 milhões, recurso já garantido por meio de duas emendas impositivas de bancada. Do valor previsto para equipar o HU, ainda faltam R$ 40 milhões.

Durante a visita, o presidente do Senado ressaltou a união da bancada parlamentar amapaense ao alocar, conjuntamente, recursos para que o hospital seja construído e entregue à população. Davi Alcolumbre solicitou que o Ministério da Saúde destine os R$ 40 milhões que faltam para a aquisição de equipamentos.

Ao final da visita, durante a coletiva de imprensa, o ministro da Saúde garantiu que a Unifap contará com os recursos necessários para a compra dos equipamentos do hospital universitário.

“Essa obra vem para organizar uma parte importante do sistema de saúde do Amapá. Além de nós termos um estabelecimento de atendimento à saúde, nós temos o binômio saúde-educação, ele será um hospital-escola e, como tal, será o berço da nova geração de pessoas que vão cuidar dos nossos netos, dos nossos bisnetos. (…) Fico muito feliz da qualidade do andamento da obra e do pensamento dela ser um pouco mais pra frente. (…) O Ministério da Saúde vem até aqui não só constatar, reconhecer o esforço da bancada do Amapá, como vem já para garantir todo o apoio na aquisição dos equipamentos”, assegurou Mandetta.

HU

O Hospital Universitário será um hospital de média e alta complexidades e terá 40 mil metros quadrados dentro do campus Marco Zero do Equador, em Macapá (AP). O HU contará com 300 leitos, sendo 60 para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 240 para internação; triagem especializada, com serviço de atendimento de urgência e emergência; Unidade de Apoio Diagnóstico e Terapia, que oferecerá serviços de diagnóstico por imagem (radiologia, hemodinâmica, tomografia, ultrassonografia, ressonância magnética, endoscopia e exames oftalmológicos), Métodos Gráficos (eletrocardiograma, eletroencefalograma, urodinâmica, entre outros), Patologia Clínica e Anatomia Patológica; centro cirúrgico com dez salas de cirurgia; unidade de apoio técnico com nutrição, farmácia e central de material esterilizado; unidade de ensino e pesquisa; unidade de apoio logístico; centro obstétrico; atendimento em fisioterapia e reabilitação; e um heliporto.

A estimativa é de que, diariamente, sejam realizados até 1.920 consultas, 719 exames de patologia clínica e 35 ultrassons. Em relação à internação, o HU comportará até 1.180 internações mensais. Além do atendimento e assistência à saúde para a população local, o HU será um espaço de aprendizado e de desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão para vários cursos da Unifap.

A previsão é que o hospital esteja concluído (obra e equipamentos) em maio de 2020. “Estaremos com a Ebserh [Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares], que é quem determina a descrição dos equipamentos e vai administrar o HU, na semana que vem para verificar a possibilidade de já iniciar o processo de licitação”, finalizou Júlio Sá.

 * Fotos:AER/Unifap

   

 

  • imagem 1
  • imagem 2
  • imagem 3
  • imagem 4
  • imagem 5
  • imagem 6
  • imagem 7
  • imagem 8
  • imagem 9
  • imagem 10
  • imagem 11