Principal > Ano Internacional das línguas indígenas: Patrimônio cultural Imaterial e Dia internacional das línguas maternas - 24/02/2019 - 1126668 - NARA MARIA BRAGA DA SILVA

Ano Internacional das línguas indígenas: Patrimônio cultural Imaterial e Dia internacional das línguas maternas

A Associação dos grupos in­dígenas do Tumucumaque: wayana e apalai – AGITWA com o apoio da Universidade Federal do Amapa(Unifap) e parceiros, promove  o evento Ano Internacional de línguas indígenas: Patrimônio cultural Imaterial e Dia internacional das línguas maternas no período de 26 a 28 de fevereiro no Anfiteatro da Unifap.

Patrimônio cultural imaterial:

Transmissão de saberes wayana e apalai

Faladas por um pouco menos de duas mil pessoas em uma zona fronteiriça entre o Brasil, o Suriname e a Guiana Francesa, as línguas wayana e apalai apresentam traços tipológicos linguísticos pouco estudados do ponto de vista linguístico.

Promover estudos para um melhor entendimento de seu sistema linguístico é um ato de humanidade perante o risco que correm de desaparecer nas próximas décadas. No Brasil a transmissão do wayana sofreu um certo impacto entre os anos 1990 e 2000 e parece se reerguer. Na Guiana Francesa, a dinâmica do apalai está altamente ameaçado. No Suriname o apalai não é mais falado e o wayana mora em território tiriyó.

As línguas ao se perderem, apagam-se junto a memória de um povo, a sua história, suas tradições.

Formar seus falantes em linguística é urgente, garantindo continuidade de sua expressão verbal, de preservação de toda a riqueza sociocultural que expressam, e despertando o interesse de seus locutores ao universo linguístico do qual são herdeiros e potenciais transmissores.

Trabalhando em prol do respeito e da valorização desses povos, AGITWA organiza uma jornada de estudo onde especialistas indígenas e não indígenas apresentarão seus trabalhos em prol da valorização de línguas originárias do extremo norte do Pará (wayana e apalai) e do Amapá (kréuol).


Associação

Associação dos grupos in­dígenas do Tumucumaque: wayana e apalai – AGITWA - é uma Sociedade Civil sem fins lucrativos, situada na Rua das Pupunhas, 715. Lo­teamento Açaí, Bairro In­fraero II. CEP 68.908-897, Macapá, Ap, legalmente registrada no CNPJ sob o núme­ro 11.382.861/0001-06, com prazo indeterminado de du­ração, que se rege pelo seguinte estatuto e pela legislação pertinente.

Missão - Proporcionar oportunidades de exercer a cidadania com direito ao conhecimento, saúde educação e cultura, estimulando a participação de todos.

Objetivos - Defender os direitos e interesses dos povos wayana e apalai do Tumucumaque como assegurados pela Constituição Federal e pela Legislação Ordinária. Apoiar no desenvolvimento e preservação da cultura, da arte, da educação e das demais formas de expressão destes povos indígenas.

Promover ações na área de educação e saúde, visando também a melhoria das condições de vida das aldeias situadas no alto e médio rio Paru d’Este, no extremo norte do Pará. Estimular projetos de cunho produtivo e comercial de artesanato e de produtos extrativista. Firmar parcerias através de contratos e convênios com instituições públicas, privadas e associativas, no âmbito municipal, estadual, federal e internacional, após discussão e elaboração de programas, visando melhorarias para a qualidade de vida dos associados e suas famílias.

Presidente Mauraiky Waiana

Coordenação: Vanuza Santos


Anexo programação do evento.


Apoio:

Assessoria de Comunicação-ASCOM/UNIFAP

Nara CHAMBLAY

assessoria@unifap.br


  • AGITWA
  • AGITWA
  • AGITWA